Era uma vez…


Na segunda-feira me animei (ok, nao foi tao facil assim) com os R$2,00 de entrada no Cinemark para os filmes nacionais e resolvi ir assistir o filme “Era uma vez…“.

Dificil. Muito dificil. Classifico o filme EXATAMENTE como a corrida de domingo passado na F1 para o Brasileiro: Tudo ia bem, dava impressao de vitoria, mas deu problema nos ultimos 500m.

A sinopse oficial: “Era uma vez… conta a história de amor entre dois jovens que vivem realidades bem distintas. Morador da favela do Cantagalo, em Ipanema, na Zona Sul, Dé descobriu cedo as dificuldades de vencer na vida de forma honesta, cercado pelas armadilhas do crime. Filho da empregada doméstica, Bernadete, e abandonado pelo pai, ele assistiu a um traficante matar seu irmão Beto. Em seguida, seu irmão mais velho, Carlão, é obrigado pelos bandidos a se exilar da favela e acaba preso ao ser confundido com marginais em meio a um arrastão na praia. Apesar de tantos contratempos, Dé mantém sua dignidade. Trabalhador, vende cachorro-quente num quiosque na praia. É dali, de trás do balcão, que observa Nina, filha única de uma família rica que mora na Vieira Souto, avenida em frente à Praia de Ipanema. Os dois se conhecem na praia e acabam se apaixonando. Juntos, experimentam as alegrias, emoções e dificuldades de viver um amor tão grande quanto improvável. Porém, são alvo de críticas e preconceitos velados. Dé e Nina são o retrato da intolerância e dos abismos sociais que separam brasileiros não apenas no Rio, mas em cidades de todo o país e do mundo”.

Bem, a historia é otima. Romeu e Julieta classico. Nao tem muito o que inventar. Adorei a fotografia, adorei a trilha sonora, adorei a adaptaçao de Romeu e Julieta para um contexto social (E MODERNO), enfim, o filme vai batendo um bolao durante quase todo ele. O roteiro nao apresenta surpresas e a narrativa nao da essa chance: em determinada hora, é claro o final de pelo menos um dos protagonistas desse drama carioca.

Ai chegamos no problema do roteiro. O tal dos ultimos 500 metros….

Para mim é indescritivel o choque que tomei ao ver o final do filme. Ruim. Muito ruim. Os ultimos 2 minutos de filme é uma sequencia de gambiarras, que nao tem paralelo na historia toda. Nao vou contar o finalzinho, pois o filme VALE SER VISTO, mas é algo inacreditavel a construçao do final do filme. O personagem simplesmente toma decisoes (afobadas e sem nenhum tipo de construçao que o permita ir naquela direçao) e em 2 minutos, o filme se resolve com final tragico, inusitado, mas num sentido ruim.

Confesso decepcionado com o filme.

Filme nota 7, pela construçao do filme como um todo, nota 5 com o final. Deveriam ter feito um final alternativo. Espero que exista algo assim no DVD….

Anúncios

2 comentários sobre “Era uma vez…

  1. Pow, estava na repescagem na minha lista de 2008, mas acho que vou deixar para ver na globo. rs

    Boa pedida é conferir “Na Mira do Chefe” e “Rockn´rolla”. E sexta tem o novo 007…

  2. Achei o filme muito bom… um dos melhores filmes nacionais que eu já vi. Realmente faltou um final alternativo, pois além de repentino, foi um final muito chato, perto do que foi o filme. Vale a pena conferir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s